Você vai se surpreender quando descobrir qual graduação mais forma bilionários

iStock

A plataforma online britânica Approved Index, que assessora empresas em operações de B2B, divulgou no último dia 25 o relatório de um levantamento que realizou sobre os bilionários do mundo. A pesquisa levantou dados como países que mais geram super ricos, os setores da economia e quais os cursos universitários que mais formaram magnatas. Nesse último aspecto, um detalhe chamou atenção: os sem graduação são maioria entre os que têm mais dinheiro.

De acordo com o levantamento, 32% dos bilionários do mundo não têm nível superior, o que coloca a categoria “Sem graduação” no primeiro lugar do ranking. Em segundo aparece Engenharia, área em que 22% dos super ricos são formados. A formação em “Negócios”, o que inclui os cursos de Administração, é a terceira, com 12%.

Abaixo, o top 10 das graduações dos bilionários do mundo:

1 – Nenhuma (32%)
2 – Engenharia (22%)
3 – Negócios (12%)
4 – Artes (9%)
5 – Economia (8%)
6 – Finanças (3%)
7 – Ciências (2%)
8 – Matemática (2%)
9 – Direito (2%)
10 – O somatório de outras graduações corresponde a 8% do total.

Os bilionários que ganham mais dinheiro

Quando a pergunta é “Bilionários com quais graduações ganham mais dinheiro?”, a coisa muda um pouco de figura e a Engenharia assume o topo da lista. Os sem graduação são os segundos mais ricos e os formados em Negócios aparecem na terceira posição. Veja o ranking completo abaixo:

1 – Engenharia (US$ 25,77 bilhões/bilionário)
2 – Nenhuma (US$ 24,03 bilhões/bilionário)
3 – Negócios (US$ 22,5 bilhões/bilionário)
4 – Economia (US$ 22,1 bilhões/bilionário)
5 – Artes (US$ 20,51 bilhões/bilionário)
6 – Matemática (US$ 17,75 bilhões/bilionário)
7 – Finanças (US$ 15,83 bilhões/bilionário)
8 – Direito (US$ 13,2 bilhões/bilionário)
9 – Ciências (US$ 12,05 bilhões/bilionário)
10 – Entre outras graduações, a média é de US$ 19,66 bi por bilionário

Post publicado no Portal Administradores pela Redação.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

Como lidar com a timidez?

iStock

Quem nunca sentiu aquele frio na barriga na hora de conhecer pessoas novas ou quando precisa se expor? Essa nunca é uma situação fácil – e se torna ainda mais complicada quando se trata de pessoas que sofrem com a timidez.

Vale lembrar que ser tímido é algo comum: uma sensação inerente ao ser humano, e nada mais é do que o surgimento do medo quando é preciso interagir com outras pessoas. No entanto, o problema começa quando esse medo impede alguém de ter uma vida “normal” ou de conquistar seus objetivos, devido à timidez excessiva.

Andreia Rego, Psicanalista e Coach de Desenvolvimento Humano, comenta que um dos grandes problemas da timidez excessiva é que ela geralmente vem acompanhada de outras características não positivas, como a baixa auto-estima e falta de confiança, a preocupação com o julgamento do outro e o fato de achar que estão sempre sendo observadas. “Essas características fazem com que essas pessoas muitas vezes deixem passar oportunidades por medo de fracassarem ou de ‘darem a cara a tapa’. Porém, no mundo atual, aqueles que não demonstram ser proativos e a fim de conquistar seus objetivos podem ser passados para trás por pessoas que nem sempre possuem as mesmas habilidades e competência, contudo, são corajosas e estão dispostas a errarem ou a nem sempre agradar o outro”, explica.

Mas ser tímido não é o fim do mundo. De acordo com pesquisas feitas pela PUC-RS, com 30 mil internautas em 2013, os tímidos apresentam algumas vantagens: são pessoas silenciosas que estudam mais, que se formam mais na faculdade; são mais controlados com o lado financeiro; a renda financeira é maior; possuem menores chances de desemprego; têm mais discrição nos ambientes; são mais observadores; bons ouvintes; mais concentrados no que fazem, etc. “Ressaltando que isso não quer dizer que extrovertidos também não tenham essas vantagens e diversas outras. Tudo é questão de saber aproveitar o que existe de melhor dentro dessas qualidades”, comenta.

A principal dica que Andreia Rego oferece é: tire proveito de suas características. “Entenda que a timidez é uma característica, e não um defeito. Quando sentir essa sensação, faça um esforço para reconhecer a emoção e se perguntar o motivo de estar se sentindo assim num determinado momento. Encontrando respostas, baixamos as pressões em nós, passando a entender melhor o que acontece dentro da gente”, comenta a profissional, que trabalha com algumas dicas do Coaching para fazer com que a pessoa torne-se menos tímida. “Alguns ‘exercícios’ com os coachees (clientes) são: escolher algum horário do dia e puxar conversa com um conhecido para falar algo do seu interesse; fazer esportes em grupo para trabalhar relação interpessoal; não se cobrar tanto, permitindo-se erros e acertos de forma normal; não se preocupar demais com julgamento dos outros; ser mais otimista; aceitar elogios; acreditar em si e melhorar sua auto-imagem com autoconhecimento e até roupas, cortes de cabelo que lhe agradem”, sugere.

Para a especialista, o ideal é sair da zona de conforto e encarar de frente os medos – porém, se essa atitude parecer muito complicada de ser feita sozinha, a pessoa deve procurar um profissional que lhe auxilie nesse caminho. “É preciso compreender que a timidez não é uma doença e que há várias maneiras de lidar para solucioná-la. Basta a pessoa estar motivada e a fim de ultrapassar essa barreira”, conclui Andreia Rego.

Post publicado no Portal Administradores pela Redação.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

GV-EXTRA – MEU POSICIONAMENTO SOBRE AS ELEIÇÕES 2014

Olá pessoal do blog e de outras redes sociais, eu não costumo muito falar de política por eu achar que é um assunto particular de cada pessoa. Mas como o empresário Flávio Augusto compartilhou a sua opinião e como eu compartilho de sua opinião, resolvi compartilhar com vocês esse vídeo.

Fique a vontade para deixar o seu ponto de vista, mesmo que seja a favor ou contra.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Fazer o possível qualquer um pode fazer

O profissional desse novo século vem passando por profundas pressões no seu dia a dia e só fazer o que é possível não basta mais na sua profissão, é preciso mais, preciso ousar diariamente para obter melhores resultados e se destacar da multidão.

Porém, muitos desses profissionais desistem de tentar simplesmente por medo de fracassar, porém, é importante frisar que quem nada tenta, nada ousa, também nada
consegue.

Mas uma observação importante a se fazer na questão da ousadia profissional e que não se pode tentar realizar algo de qualquer maneira, na base do “seja o que Deus
quiser”, as chances de sucesso são mínimas.

O melhor então é se preparar bem para determinadas tarefas que exigem de nós uma dedicação maior, pois quando se planeja as chances melhoram consideravelmente, mas quando não se planeja contando apenas com a sorte algo negativo pode acontecer, que além de trazer consigo uma certa frustração também poderá prejudicar nossa autoestima.

 E como o cenário do mundo globalizado exige de nós cada vez mais, é preciso então procurar fazer o impossível, afinal de contas, o impossível é apenas algo que ainda alguém não conseguiu realizar. 

E como sabemos o ser humano pode muito mais do que já conseguiu até aqui e para
avançar cada vez mais é preciso se preparar bem e seguir confiante nas suas
próprias atitudes profissionais.

Ouse tentar sempre, pois na ousadia existe um pouco de magia.

Post publicado no Portal Administradores por Eugênio Sales.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Que tal voltar a sonhar?

Concordo muito com esse texto, escrito por Paula cassanho.

Se você não sonhar, não planejar, não pensar grande, como vai ter uma carreira de sucesso?

Então sonhe, mas sonhe muito e de preferência acordado.

Vamos a leitura……

 

Recentemente tenho ouvido muito sobre Visão, Imaginar, Sonhar, Construir um cenário ideal…

Infelizmente, quando saímos da infância, iniciamos uma fase de consolidação de pensamentos moldados pela educação familiar e cultural que recebemos, e a partir dessa construção, cerceamos toda espontaneidade e coragem de viver, em detrimento de pensamentos e crenças que nos limitam de criar e experimentar!

Segundo Skinner, psicólogo americano, nossos comportamentos são modelados por contingências genéticas, ontogenéticas (históricas) e culturais. Ou seja, para cada ação, existe uma gama de estímulos aprendidos sem consciência alguma, que nem imaginamos de onde vem e menos ainda paramos para pensar se funcionam ou não!

Até que chegamos a um tempo de vida em que, se estamos lendo esse artigo, iniciamos uma busca por algo a mais, por DESPERTAR A CONSCIÊNCIA e então passar a remodelar o que nos norteia para gerar os resultados que desejamos!
Se chegamos até aqui, provavelmente já estamos construindo ou já construímos uma visão, nosso cenário ideal!

T. Harv Eker em seu livro “Os segredos das mentes milionárias” diz que somos treinados para pensar pequeno, porém os grande bilionários do mundo, a exemplo de Donald Trump, tem suas mentes treinadas para pensar grande…muito grande, a ponto de, mesmo perdendo toda a fortuna, conseguirem reconstruir riqueza de bilhões em pouquíssimo tempo!

Por causa da cultura, das crenças religiosas e outras influências que aprendemos pela educação e experiência social, a maioria das pessoas escolhe pensar pequeno. Além do medo de fracassar, muitos respondem ao sentimento de inferioridade e não se sentem merecedores!

Qual o primeiro passo para uma vida financeira próspera e sustentável?

Pensar grande! Construir uma visão de abundância resinificando as crenças de modo a contribuir para um círculo consciente de ganha-ganha que vai ser a base para iniciar e manter riquezas em sua vida!

Alimente a criança que existe dentro de você, construa seu quadro dos sonhos e caminhe para alcançar o seu alvo! E lembre-se “Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo.” (Henry Ford)

Sonhemos!

Abraço!

 

Post publicado no Portal Administradores por Paula cassanho.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!