Qual o tamanho do seu sonho?

Este é um dos grandes dilemas da vida.

Chega uma hora que o que mais queremos é tranquilidade, menos dores de cabeça, um trabalho menos estressante, enfim, levar a vida numa boa. Mas nem todo mundo gosta disso, certo?!

Existem pessoas que nasceram para solucionar problemas, que sentem prazer e motivação em ser o “desengripante” que desemperra aquela engrenagem enferrujada que pode ser um processo, uma pessoa ou a própria equipe. Pessoas que pensam como empreendedores dentro das empresas para quais vendem o seu tempo em troca de uma remuneração justa e buscam ter papel relevante dentro dos resultados da organização.

Mas e quando o ambiente não ajuda ? Quando os líderes tolhem a criatividade e a iniciativa das pessoas ? O que fazer ? Como podemos ver existem “n” variáveis que acabam favorecendo ou prejudicando nossa capacidade de sonhar. Então esse é o momento de ter um maior senso crítico e saber peneirar aquilo que é realidade e o que é simples comodismo ou aceitação do inaceitável.

O ambiente impacta bastante na nossa capacidade de sonhar, porque nele a maioria das pessoas é de personalidade reativa e desta forma tendem a ver o que está errado ao invés das oportunidades e assim sendo acabamos sendo bombardeados por reclamações ou com frases como “aqui sempre foi assim”, “não é da minha responsabilidade”, “atrasei o relatório porque fulano não me enviou as informações em tempo hábil”, etc.

A auto sabotação também prejudica nossa capacidade de sonhar, isto acontece quando colocamos a culpa das nossas frustrações em terceiros, ou seja, na esposa ou marido que não apoia sua ideia, no chefe que não percebe o seu valor, na empresa que não dá oportunidade de crescimento e até mesmo no bom salário que remunera uma função medíocre. Tudo isso leva a pessoa a zona de conforto e mata nossa capacidade de realização.

Então, diante de todas essas variantes acredito que sonhar grande ou sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Quem sonha pequeno reclama da vida, da esposa, do chefe, da empresa e perde seu tempo procurando desculpas que justifiquem suas frustrações.

Agora se você está entre os 15% das pessoas (estimativa minha) pró-ativas que querem fazer a diferença, mesmo que em alguns momentos tenha uma recaída se tornando temporariamente reativo (pode ser o que está acontecendo agora) busque o que te trouxe até aqui, qual era o seu propósito e nessa retrospectiva tente identificar onde você perdeu a capacidade de sonhar grande. Busque recuperar essa capacidade, revigore sua mente e tenha uma atitude mais positiva e pró-ativa, no começo vai ser difícil mas de passo em passo você vai evoluindo, percebendo os resultados positivos dessa mudança e recuperando o hábito de ser inquieto e obcecado pela excelência de seus resultados.
Por isso sonhe grande!!! E tenha uma atitude grande para poder realizá-lo.

Post publicado no Portal Administradores por Clerence willians.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

As dificuldades, na verdade, são grandes oportunidades

Que o ano de 2015 está repleto de desafios, isso não é nenhuma novidade. Existe um iminente risco de racionamento de água e energia elétrica, assim como a crise econômica que o país atravessa devido o baixo crescimento, escândalos de corrupção no governo e os seus impactos diretos como a falta de confiança dos investidores e empreendedores no país, aumento da taxa de juros e consecutivamente os níveis de desemprego também aumentam, alta da inflação, entre outros fatores são alguns desses desafios.

Um grande sentimento de preocupação e receio com o futuro que está por vir devido essas dificuldades tem estimulado organizações, famílias e indivíduos a refletirem como se adequar e se preparar para enfrentar esse período.

Diante das dificuldades, existem dois comportamentos muito comuns de se observar: a desistência e a busca por culpados depositando no outro a responsabilidade pelos insucessos, ou a prática da auto – motivação para assumir a responsabilidade pela vida e os objetivos para enfrentar os desafios procurando alternativas através da inovação que resultará no alcance de novos níveis de realizações.

Uma mesma situação pode ser vista por dois ângulos, o que diferenciará é a maneira pela qual os indivíduos a enxergam. Quando a forma de se enxergar o problema é positiva, os esforços são direcionados para as soluções e dessa forma surgem as melhorias e as oportunidades de aprendizado.

Que tal participar de 12 workshops online por ano?
Torne-se um Administrador Premium

Diversos são os exemplos de grandes realizações que somente foram possíveis através de um desafio ou uma dificuldade. David Hall McConnell, era um jovem vendedor de livros de porta em porta em pleno coração de Manhattan, em Nova York. Para que as pessoas aceitassem ao menos ouvir suas apresentações, afinal ele não era muito bem recebido nas casas onde tocava a campainha, ele teve uma ideia brilhante que mudaria sua vida. Ele começou a oferecer um frasco de perfume como brinde para seus clientes que aceitassem ouvir sua apresentação. As fragrâncias fizeram tanto sucesso que ele percebeu que seria melhor mudar de ramo e nasceria assim a Avon.

Trazendo para a nossa realidade, podemos observar também aprendizados que podemos extrair de dificuldades diárias, como por exemplo, a crise hídrica nos estados do sudeste. Certamente com os impactos que a população vem sofrendo devido à falta de água, fez com que muitos hábitos fossem alterados, dentre eles o tempo que se gasta para tomar banho ou até mesmo escovar os dentes com a torneira aberta. Muitos já mudaram esse hábito, mesmo assim não deixaram de suprir essas necessidades, ou seja, acabou sendo uma oportunidade para que mais pessoas se tornassem conscientes quanto ao consumo e a importância da preservação da água, ou seja, no futuro quando esta situação estiver amenizada, certamente perceberemos mudanças que perdurarão na cultura dessas populações.

Devemos acreditar que muitas vezes as dificuldades e situações negativas podem ser transformadas e extraídas o melhor, tudo depende da maneira de enxergar as oportunidades do modo correto.

“Quando tiraram o chão dele, descobriu que podia voar.”

Post publicado no Portal Administradores por Marcos Lima.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Um combustível chamado motivação

Thinkstock

A motivação é como uma tomada de decisão importante e pessoal: ninguém pode fazer por você. É você quem precisa assumir as rédeas de sua vida e tomar as decisões que impactarão seu futuro.

Traçar metas é algo importante para manter a motivação. “Grandes coisas simplesmente não acontecem automaticamente, é preciso planejamento”, ressalta João Alexandre Borba, psicólogo e coach.

Para isso, defina seus objetivos e pesquise muito sobre como alcançá-los; tire todas as dúvidas que possam existir pelo caminho. “Muitas pessoas simplesmente não sabem o que fazer da vida. Algumas fazem cursos excelentes, mas, ao pegar o diploma, não tem ideia do que fazer com ele, e logo a vida volta a ser como era antes. Falta motivação e tomada de decisão – e ninguém pode fazer isso por você”, explica.

Além da mente, é preciso condicionar também o corpo, por isso, mantenha suas metas de alimentação e exercícios físicos em dia e as siga da mesma forma como você seguiria um plano de negócios.

“A chave do sucesso está em você, em como você encontra força para se manter motivado e lida com situações que podem acabar com sua paciência e equilíbrio. Uma das atitudes que eu sempre digo para as pessoas fazerem é condicionar a própria mente, ou seja, concentrar-se nos pensamentos positivos e evitar os negativos. Esse pequeno ato já pode transformar o dia”, exalta o psicólogo.

Conhecer as pessoas que caminham ao seu lado é outro aspecto impotante, de acordo com Borba: “Pessoas negativas desperdiçam tanto o tempo delas quanto o seu, portanto, permanecer junto a elas é o mesmo que atirar no próprio pé”.

Assuma responsabilidade por suas ações, tanto os resultados positivos como os negativos, sem culpar a sorte, o destino ou o divino. Ambos, os erros e os acertos foram seus, por isso, aceite-os, mas sem se acomodar. Aprenda com os erros e persista no caminho dos acertos.

Lembre-se que “é errando que se aprende” e por isso corra riscos. Essa lição vale ainda para a vida pessoal. Pisar em um território desconhecido pode ser assustador, no entanto, completamente motivador ao mesmo tempo. Viajar e conhecer lugares novos é o melhor exemplo disso.

Outra dica importante é ser confiante e não esperar a perfeição em tudo o que faz. Busque a excelência e não o perfeito. Entenda que permanecer parado e não agir é o único erro real que existe na vida, afinal, você não adquire experiência, não conhece pessoas e, além disso, é mais fácil de visualizar as possibilidades quando você está em movimento.

 

Post publicado no Portal Administradores pela Redação.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Passado, Presente e Futuro   Aprenda com o passado, mais não fique preso nele. Planeje o seu futuro, mais nuca se esqueça de viver o presente. Porque é hoje que tudo acontece!                                               Genário Pinheiro Deixe o seu comentário aqui embaixo!