9 dicas para empreendedores de primeira viagem

Todo empreendedor comete erros, principalmente no início de sua carreira quando vão abrir sua primeira empresa.

Seja você um executivo experiente que quer abandonar o mundo corporativo para empreender ou um jovem com pouca experiência profissional que quer começar um negócio próprio, você vai errar.

A boa notícia é que estes erros podem se transformar na melhor fonte de aprendizado que um empreendedor pode ter.

Eu mesmo já errei muito em minha jornada como empreendedor, mas a cada novo negócio que iniciei os erros eram menores, menos críticos ou pelo menos diferentes dos que eu já havia cometido.

Por isso decidi escrever este artigo com algumas dicas para empreendedores iniciantes (ou de primeira viagem) retiradas de lições que aprendi com meus próprios erros e também observando erros de outros empreendedores.

9 Dicas Para Empreendedores de Primeira Viagem

 #01. Valide Sua Ideia De Negócio

Não seria ótimo saber se seu negócio vai dar certo antes mesmo de “abrir as portas”?

A maioria dos empreendedores começa seus negócios “no escuro”.

Eles têm uma ideia, gastam grandes quantias de dinheiro (e tempo) abrindo a empresa para, só depois, descobrir que ninguém tem interesse nos seus produtos ou serviços (e esta é apenas uma das coisas que podem dar errado).

Para que isso não aconteça, antes de gastar tempo e dinheiro abrindo sua empresa você deve validar sua ideia de negócio para descobrir se ela tem chances reais de dar certo.

O objetivo é analisar se há um interesse real do seu público-alvo em seu produto ou serviço de uma maneira rápida e barata, antes mesmo de efetivamente começar o negócio.

 #02. Conheça Seus Clientes

Quanto mais informações você tiver sobre seus futuros clientes, maiores serão suas chances de oferecer o que eles desejam e da maneira como eles desejam.

Por isso, antes de abrir sua empresa defina quem são seus clientes e descubra o máximo que puder sobre eles.

Além das informações tradicionais como nome, sexo e idade, tente descobrir do que eles gostam, o que fazem, como usam o produto/serviço que você quer oferecer e qualquer outro tipo de informação que possa interferir de alguma maneira no seu negócio.

#03. Comece Pequeno

Não importa o tamanho da sua ambição ou aonde você quer chegar, começar pequeno sempre é o melhor negócio.

Quando for começar sua empresa sempre se questione se você realmente precisa de tudo que está pensando.

É mesmo necessário ter 10 funcionários para administrar seu negócio ou 3 ou 4 pessoas dão conta do recado?

Você precisa mesmo ter um estoque de produtos tão grande ou consegue negociar com fornecedores ou ter um modelo sob-demanda?

Sua empresa precisa mesmo ter um escritório grande com móveis caros ou dá para começar em um espaço de coworking ou mesmo na sala da sua casa?

#04. Não gaste dinheiro com coisas pouco importantes

Abrir empresa, para alguns, é sinal de glamour.

Certas pessoas não podem se imaginar sem um escritório bacana, com móveis elegantes, mesas da Tok&Stok, cadeiras ergonômicas e lindos cartões de visita.

Não caia nesta armadilha!

Como já disse, comece pequeno. Não é porque você quer ter uma grande empresa no futuro que você precisa gastar como uma grande empresa agora.

Só gaste seu dinheiro com coisas que realmente influenciem o sucesso do seu negócio e a experiência dos seus clientes.

#05. Não espere o momento perfeito

Contenha sua tendência de pesquisar mais e planejar mais. Saia do lugar e vá oferecer seus serviços, desenvolver seu software ou criar sua página na internet.

O mais difícil sempre é começar. Depois que você dá o primeiro passo as coisas começam a caminhar. Esperar o momento perfeito é apenas uma desculpa que você usa para não seguir adiante com seus planos.

Defina seu objetivo e dê o primeiro passo, não importa quão pequeno ele seja.

#06. Ter CNPJ e cartão de visitas não é ter uma empresa

Ter um CNPJ e cartões de visita não significa que você tem uma empresa de verdade.

Você só vai ter uma empresa quando tiver um modelo de negócio que funcione, clientes e um produto ou serviço que te dê dinheiro para pagar as contas e que ainda dê lucro.

#07. Não acredite cegamente em suas pesquisas de mercado

Não estou dizendo que você não deve fazer uma pesquisa de mercado ou que elas não servem para nada.

Uma pesquisa bem feita pode sim te fornecer a informação que você precisa.

No entanto, NUNCA use apenas uma pesquisa de mercado para decidir se você vai ou não começar um negócio e NUNCA confie cegamente nas respostas. Principalmente quando se trata de uma pergunta como: Você compraria este produto/serviço?”.

Como ja disse, existem várias maneiras de validar sua ideia de negócio (sem necessariamente fazer uma pesquisa), assim como existe uma ENORME diferença entre alguém que fala que “compraria” seu produto e alguém que realmente vai comprar quando você abrir seu negócio.

#08. O plano de negócio não é a primeira coisa que você deve fazer

Eu sei, eu sei. Na faculdade de administração, nos cursos sobre empreendedorismo ou nos artigos que você leu por aí você deve ter escutado que antes de começar sua empresa você precisa fazer um plano de negócios.

Um plano de negócio é com certeza uma ferramenta útil e necessária para qualquer empresa, mas não para começar uma empresa.

Como você vai fazer um planejamento deste calibre sem nem saber se o seu negócio vai dar certo?

Só faça um plano de negócio quando você já tiver validado sua ideia, já souber qual é seu modelo de negócio, já tiver clientes e já tiver ao menos uma estimativa mais concreta de suas receitas e despesas.

Em outras palavras: só faça um plano de negócios para sua empresa quando você já tiver uma empresa, nunca antes disso.

Para substituir o plano de negócios você pode, por exemplo, usar o Business Model Canvas, um documento no word de no máximo 10 páginas ou uma simples apresentação em Power Point com as informações que são realmente essenciais.

#09. Execução, execução, execução

Esta última dica para empreendedores de primeira viagem talvez seja também uma das mais importantes. Após ter validado sua ideia e seguido as outras dicas chega a hora de colocar tudo em prática.

É a partir deste momento que as coisas começam realmente a acontecer e também onde muitos empreendedores falham: na execução dos seus negócios. Uma boa execução é mais importante que sua ideia e até mesmo que seus produtos ou serviços.

Uma boa ideia com uma péssima execução é muito pior que uma ideia meia boca com uma ótima execução. Portanto sempre dê atenção máxima à execução do seu negócio. Em uma empresa, o “como fazer” pode ser tão (ou mais) importante quanto o “o que fazer”.

Post publicado no Portal Administradores por Gustavo Gubert.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s