7 atitudes de um verdadeiro líder

7 atitudes de um verdadeiro líder

Thinkstock

Em vez de tentar perseguir um cargo de gerência, por que não se esforçar para ser um bom líder, antes de tudo? Na maioria das organizações, qualquer colaborador pode ser promovido a gerente, basta seguir a cartilha da empresa para o posto. Mas por que não se destacar como um líder e ganhar a confiança dos colegas de equipe? Isso vai ser fundamental para se manter em qualquer posto de liderança.

Algumas pessoas se contentam somente em alcançar uma posição de gerência. Outras, no entanto, preferem ser conhecidas como líderes. Veja quais são as atitudes que diferenciam um bom líder de um mero gerente e descubra a qual dos dois grupos você pertence:

1. Conectar, diariamente, o trabalho a grandes objetivos

Um mero gerente se foca apenas no curto prazo. É mais fácil manter o foco para finalizar as urgências, como fazem aqueles que não possuem um perfil de liderança, do que investir tempo e energia no que tem importância a longo prazo. Verdadeiros líderes priorizam os resultados futuros aos requisitos burocráticos da empresa, como relatórios e pareceres.

2. Pensar nos outros como pessoas

Se você se pega chamando os membros de sua equipe pelos cargos que ocupam, fique atento, pois essa é uma característica de um simples gerente. Enquanto um bom líder olha para os outros individualmente, tentando perceber o ponto forte e a fraqueza de cada um, um gerente vê apenas cargos e títulos.

3. Merecer respeito

Um grande líder quer merecer o respeito de seu time, ao passo que um mero gerente deseja apenas ser querido. Em algum momento, no decorrer da carreira de um líder, para alcançar os objetivos da organização, é preciso fazer com que os colaboradores realizem tarefas que difíceis, mas que darão resultados. Em casos assim, os líderes podem até perder a simpatia dos colegas, a princípio. Mas, com certeza, terão o respeito dos bons profissionais.

4. Empolgar-se com as conquistas do time

Meros gerentes entendem o sucesso dos membros da equipe como uma ameaça. Em vez de se sentir ofuscado pelas realizações dos colegas, um verdadeiro líder se identifica como o exemplo daquele sucesso e fica orgulhoso pelo desenvolvimento de seus liderados.

5. Capacitar os demais com honestidade e transparência

Um simples gerente tem medo de compartilhar conhecimento com seus subordinados, o que prejudica o desempenho da equipe de modo geral. Um líder, por outro lado, compreende o papel e a relevância de cada integrante e ajuda todos a fazerem um bom trabalho, até porque o sucesso do time reflete no avanço da companhia.

6. Ser responsável pelo coletivo

Um mero gerente que não conseguiu o respeito de seus subordinados está sempre sob a sombra do medo – medo de ser substituído e perder sua posição de poder. Por isso, quando sua equipe falha, em vez de assumir o ônus, ele ou ela joga a responsabilidade toda nos outros. Um verdadeiro líder, ao ver que a equipe não atingiu a meta, assume o erro e motiva os liderados a fazerem melhor.

7. Preocupar-se com os resultados

Em certas companhias, os cargos de gerência existem apenas para proteger os processos e não para capacitar os colaboradores. Mas quem liga para os processos, se os resultados são positivos? Um líder de verdade valoriza a criatividade e inovação, e entende que os processos podem ser adaptados, desde que seja o melhor para a empresa. 

Com informações do Inc.

 

Post publicado no Portal Administradores pela Redação.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s