Olá, tudo bem?

Olá, tudo bem?

Você concorda que o dinheiro e o cuidado com as finanças são aspectos importantes para manter a qualidade de vida? Além do gratificante trabalho com o Foco na Vida, sou educador financeiro há anos por entender que o papel do dinheiro é importante para nossa realização pessoal.

Por isso, hoje gostaria de falar sobre uma dificuldade comum e que envolve as finanças pessoais e familiares, algo que faço questão de abordar com muita profundidade no blog Dinheirama.com (convido você a clicar e conhecer).

Você já parou para pensar se lidera o suficiente sua vida quando o assunto é dinheiro? Quero abordar um tema que gerou um excelente debate em uma de minhas recentes palestras. A dúvida levantada por um participante foi: “E se o problema com as finanças pessoais forem reflexos da liderança (ou falta dela) em casa?”. O que você responderia?

Concordei na hora! A abordagem é perfeita porque lidar com o dinheiro de uma forma inteligente pressupõe olhá-lo como uma ferramenta, não como um fim. Logo, para que o patrimônio seja associado com qualidade de vida e felicidade, é preciso que exista liderança capaz de equilibrar desejos de consumo, prioridades e gastos sociais.

Cabe uma rápida reflexão sobre o que diz meu amigo Alex Arcanjo. “Muita gente ainda insiste em dizer que em casa há um ‘chefe de família’, já percebeu? Onde está o líder da família?”. Pois é, por onde anda a liderança em casa para assuntos importantes como o dinheiro?

O fato é que muitas pessoas não fazem o controle financeiro porque consideram mexer com números algo “chato”. Bobagem, afinal de contas fazemos muitas coisas chatas no nosso dia a dia. Ah, fazemos porque precisamos fazer? Claro, mas se não tomarmos conta de nosso dinheiro, quem o fará? Pois é.

Comece propondo, respeitando e incentivando reuniões periódicas para tratar das finanças familiares. Não importa se você mora sozinho ou se ainda não é o responsável pela renda familiar, o que interessa é participar e falar sobre dinheiro sem tabu.

Uma vez por mês costuma ser suficiente, mas é preciso que essa data seja respeitada. É fundamental que as prioridades sejam sempre avaliadas (e revistas, se for o caso) e a realidade financeira exposta e trabalhada de forma única, com responsabilidades e deveres para todos.

Você concorda que começar a tratar o dinheiro com mais naturalidade facilitará seu controle no dia a dia? Faz sentido?

Obrigado pela atenção e forte abraço,
Conrado Navarro

 

Olá caros leitores, recebi este email do meu amigo Conrado Navarro e resolvi compartilhar com vocês,

por se tratar de um assunto tão complexo.

Esse cara manja muito, mais assunto como esse você encontra no blog do Conrado Navarro que vou deixar o link aqui embaixo.
Dinheirama.com (convido você a clicar e conhecer).

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s