Aumente seu poder de persuasão

Aumente seu poder de persuasão

 

Muito ouvimos falar de persuasão, aliás, se observarmos podemos constatar que ela faz parte de quase todos os momentos de nossa vida.

O Jornalista Fabio Bandeira, afirma que todos os dias utilizamos nosso poder de persuasão, ou estamos sendo persuadidos por alguém. Quando pedimos ajuda a um colega de trabalho, favores a um amigo ou até mesmo um copo de água em casa, estamos tentando persuadir alguém a fazer o que desejamos.

De forma geral, podemos dizer que persuasão é uma estratégia de comunicação que utiliza recursos racionais, simbólicos e emocionais para induzir alguém a aceitar uma ideia, um pensamento ou até mesmo realizar alguma ação. Para isso, são utilizados argumentos com o propósito de conseguir com que o outro faça o que desejamos.

Normalmente ouvimos falar sobre persuasão de forma positiva ou negativa, o fato é que podemos utilizar esta estratégia para conseguir o que queremos e da mesma forma que podemos persuadir uma pessoa para fins obscuros, como trapacear em uma negociação, por exemplo, podemos também utilizar este artificio para fazer com que pessoas realizem aquilo que precisa ser feito, ou seja, é um fator fundamental para liderar pessoas.

Aquele que consegue persuadir conquista aliados e desenvolve uma liderança natural, afirma Fábio Bandeira. Ao observarmos sob a ótica da persuasão podemos dizer que parece que existem pessoas que nasceram para serem formadoras de opinião. No entanto, qualquer pessoa que desejar, pode aprender técnicas simples para ser mais persuasivo observa o jornalista.

É importante compreender que para aprimorar a técnica de persuasão, a percepção de alguns comportamentos, estudo do ambiente, pessoas, contexto e emoções são fundamentais. Ao ficar atento a estes fatores podemos sim ser mais persuasivos e consequentemente, mais influentes finaliza Fabio Bandeira.

Confira as dicas do jornalista Fabio Bandeira para aumentar seu poder de persuasão:

Utilize a emoção

“O propagandista deve ter, acima de tudo, um grande conhecimento da alma humana”, disse uma vez Goebbels, o pai da propaganda nazista. Embora ele tenha usado a persuasão da pior maneira possível, ele tinha razão. Os mestres da persuasão costumam despertar emoções nos ouvintes. Para isso, falam apaixonadamente e, em seus discursos, apelam para valores, sonhos e ideais compartilhados pelas pessoas.

Ajude as pessoas

Você recusaria um favor a alguém que já lhe ajudou no passado? Sabemos que não. Por trás deste gesto atua a lei social da reciprocidade – chamada por Robert Cialdini autor do livro O Poder da Persuasão, de “princípio da reciprocidade” – afirmando que uma boa ação a nosso favor deve ser retribuída. Portanto, se você quer que alguém faça uma concessão numa reunião de negócios, dê o primeiro passo, abrindo mão de algum item. No dia-a-dia, acostume-se a ser solícito. Uma dose diária de favores irá aumentar as chances de você ser mais persuasivo quando precisar no futuro. E isto não se trata de uma postura interesseira, mas de uma visão estratégica para atingir seus objetivos.

Identifique semelhanças

Gostamos de pessoas semelhantes a nós, dizem os especialistas em comportamento humano. E não estamos falando de semelhanças óbvias, como a aparência física. Traços de personalidade, estilos de vida, opiniões, times de futebol e até nomes, quando semelhantes, facilitam a aproximação e abrem caminho para a persuasão. Na próxima vez que ensaiar um discurso persuasivo, lembre-se de enfatizar alguma similaridade com seu ouvinte.

Comece pedindo pouco

“Ajude com pelo menos…”. Esse tipo de frase, que você dever ter ouvido uma centena de vezes, se apoia na ideia de que as pessoas tendem a ajudar mais quando começamos pedindo pouco. Tem uma pilha de tarefas atrasadas? Em vez de pedir para seu funcionário encarar todo o desafio, explique que, se ele executar ao menos uma, terá ajudado muito. Pedir pouco, no início, abre caminho para pedidos maiores no futuro. De acordo com os especialistas, depois que dizemos “sim” a uma pequena solicitação, nossa tendência é aceitar mais naturalmente as próximas, mesmo que elas exijam mais da nossa parte.

Busque compreender o comportamento do grupo

Somos seres sociais. Não apenas gostamos de pertencer a grupos como temos a tendência de imitar o comportamento dos nossos companheiros. Não é à toa que um discurso tem mais chances de persuadir se for apresentado a um grupo. Quando acompanhadas, as pessoas tendem a ouvir as demais, reduzindo o senso crítico e buscando opiniões unânimes. Resultado: as chances de um grupo concordar com você são maiores.

É importante compreender que persuadir envolve muito mais do que apenas conseguirmos que uma pessoa realize ações a nosso favor, é também saber influenciar de forma inteligente e imprimir sua marca pessoal de forma positiva, no meio em que você está inserido finaliza Fabio Bandeira.

 

Post publicado no Portal Administradores pela Gisele Meter.

Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s